Dar o melhor de si!

Já falei em vários outros posts o quanto nós amamos ir ao cinema com as crianças principalmente para assistir desenhos. E um dos últimos que fomos assistir foi Kung Fu Panda 3 e na minha opinião, é o melhor dos três!

Além da parte da montanha dos pandas que é uma coisa linda, tem muitos momentos bonitos no filme e um deles me chamou muito a atenção que é a busca do Po em si mesmo. Ele precisa treinar uma equipe e se julga incapaz para tal tarefa e perde tempo batendo a cabeça de que não dá conta e de que não vai fazer.. Até que chega o momento que ele precisa fazer algo e a grande “luz” que ele tem nesse momento é que ele não precisa ensinar os outros a serem os melhores lutadores, mas se ele os ensinar a darem o melhor de si naquilo que são bons, isso será válido!

E assim foi.. Toda a estratégia foi montada com o dom que cada um tinha para poder combater o inimigo.

E tenho tentado experimentar isso no dia-a-dia… Começar pelas pequenas tarefas já faz uma enorme diferença! Muitas vezes  tendemos a murmurar quando temos que sair do conforto que estamos em determinadas situações e acabamos não dando o melhor de nós mesmos naquela situação, seja para nós ou para os outros.

Dar o melhor de si também é algo bíblico onde Jesus nos pede a não esconder os nossos talentos, mas sim multiplicá-los.

Quando nos empenhamos em fazer algo de coração, depositando nosso amor e dedicação na tarefa, nós nos realizamos enquanto seres humanos e nos aproximamos mais de Deus!

Dar o melhor é provar para nós mesmos que somos capazes de realizar tudo aquilo que quisermos e fizermos com dedicação!

E quando damos o melhor de nós mesmos, podemos experimentar na plenitude o amor ao próximo e a alegria de poder fazer algo bom e bem feito, com dedicação e empenho!

Mas não é algo que fazemos no automático.. na verdade, o automático nos afasta… temos que prestar atenção e às vezes até mesmo dizer para nós mesmos: Como posso fazer essa tarefa com o melhor de mim?

Hoje eu ouvi a seguinte frase: Que legado você quer deixar na vida? E fiquei pensando muito nisso.. que legado eu quero deixar na minha vida? Para meu esposo? Para minhas filhas? Para mim? Para meus pais e parentes? Para os meus amigos?… E é baseada nessa resposta que estará o meu empenho em querer dar o melhor de mim! Mesmo que tenhamos medo… mesmo que  tenhamos dúvidas… mesmo que às vezes nem saibamos responder… Mas isso já um ponto de partida para nos motivar a todo instante a dar o melhor de nós mesmos, sempre!

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *