De repente 30?

Enfim, 30! Na verdade já passaram alguns anos dos 30 e para alguns, ainda nem chegaram os 30! Mas uma coisa é certa: muita coisa muda em nossas vidas!

Bem.. Não posso afirmar que todos tenham passado por essa fase aos 30 anos.. Acho que uns até hoje não passaram e possuem quase 40.. Ou outros passaram com apenas 20 e poucos.. O que quero dizer é sobre a chegada, efetivamente, da fase adulta!!

Ela tenta chegar, meio enganosa e duvidosa, lá pelo início da nossa vida profissional. Com o primeiro salário então é super fácil assumir: sou um adulto! Tenho meu dinheiro, minha independência financeira, mas ainda faltam muitos obstáculos para alcançar a maturidade.

Alguns acham que se tornam adultos quando casam! Mesmo que seja aos 20 anos, afinal, agora você comanda uma casa, certo? Quando nasce um filho então, pós-graduado na fase adulta!

Pela lei, a fase adulta começa aos 18 anos! Onde a partir daí pode casar, votar, ser militar, viajar sozinho, consumir bebidas alcoólicas… E várias outras atividades que somente maiores de 18 anos podem fazer, mas o fato de poder fazer isso tudo dá plenas condições de dizer que a pessoa já é madura o suficiente para encarar a fase adulta da vida?

Vejo mudanças acontecendo bem sutilmente. Preocupações que antes não existiam, passam a existir. Coisas que não faziam muito sentido, passam a ter.

Você se preocupa com o trabalho que cada vez mais exige de você! Se preocupa com os filhos que cada vez mais exigem de você! Se preocupa com seus pais que estão envelhecendo e cada vez mais exigem de você!

E como que num vai e vem de emoções e funções, nós tentamos administrar tudo da melhor maneira possível para todos!

E o mais legal: todos passam por isso!!! É confortante porque no auge do “não vou dar conta”, você pensa que seus pais passaram exatamente por isso e você sequer percebia! Seus amigos passam por isso! Talvez uns com mais ou menos intensidade.. Tem amigos que tem empregos estáveis mas tem pais com doenças sérias, e acaba que fazendo um balanço geral, talvez você não esteja na pior situação e essa é uma das partes fantásticas da vida: poder ver o quanto sua vida pode ser perfeita, se você quiser!

Exigimos muito de nossos pais e esquecemos que também seremos exigidos exatamente assim de nossos filhos!

Esses dias estava ouvindo Pais e Filhos do Legião Urbana e me fixei naquele ultimo ponto:

“Vocês culpam seus pais por tudo, isso é um absurdo! São crianças como você, o que você vai ser quando você crescer”

E me deparei com a seguinte realidade: todos somos crianças!

Por mais que alcancemos maturidade, experiência, idade.. Continuamos sendo crianças!

Fico pensando que muitos de nós acham que ao atingirmos certa idade, imaginamos uma chave mudando de posição.

20140615-235347-86027424.jpg

Mas… Isso não acontece!!! Continuamos sendo exatamente a mesma pessoa até o fim de nossas vidas! E a música termina dizendo justamente isso, que seremos crianças quando crescermos!

O que muda é a forma como encaramos cada fase e seus obstáculos!

Um amigo meu, que já foi meu chefe por sinal, me disse a seguinte frase no início do ano: “A vida é igual a jogo de videogame: Vamos passando por fases e elas se tornam cada vez mais difíceis! Mas é bem divertido jogar!”

E fiquei pensando bastante nisso… Cada fase tem o seu desafio, as suas partes escondidas onde ganhamos prêmios se tivermos paciência para procurar, e até mesmo os chefões!

20140616-000142-102755.jpg

E a cada fase que passamos, adquirimos mais experiência do jogo e temos menos medo de não conseguir vencer aquele chefão! Até que sentimos aquela fissura de jogar até zerar o jogo pois acreditamos que podemos vencer!

E assim precisamos agir na vida real… Acho que muuuuitos psicólogos estariam sem pacientes se acreditássemos mais em nós mesmos! Para tudo na vida!! Desde o simples ato de levantar cedo para ir malhar até o de suportar uma doença grave, para essas duas fases, o ponto de partida, é acreditar que sou capaz de fazer!

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *