Divertir a mente!

Não sou especialista em filmes e meu blog não é focado em fazer críticas sobre eles, mas coincidentemente, os últimos filmes/desenhos que assisti me motivaram a escrever posts e compartilhar algo!

As duas últimas vezes que fui ao cinema foi para ver o mesmo filme: Divertida Mente!

O novo filme Disney Pixar é muito legal!!! A história narra a vida de uma menina desde seu nascimento até sua puberdade e suas emoções em cada fase de vida e dos demais a sua volta.

A primeira vez que assisti estávamos nós quatro e não consegui prestar tanta atenção pois as pequenas estavam sapecas. Já na segunda vez éramos nós quatro e mais quatro!! Foi mais difícil ainda, mas acabou que um dia compensou no outro e consegui ver, rir, me emocionar e até chorar… Nas duas vezes!! Nas mesmas cenas!!

IMG_3299.PNG

A Alegria!! Primeira emoção que sentimos ao nascer! Ela que detém o controle da nossa mente durante toda a nossa infância! Se empenha noite e dia para que nossas memórias sejam, em sua maioria, felizes! É a responsável por manter nossos dias leves, mudar até mesmo o dia dos demais, ver o lado bom das coisas, ajudar a construir nossa personalidade, cuidar do nosso bem-estar… Enfim, é pela alegria que vivemos a vida em busca da felicidade presente!

IMG_3300.PNG

Raiva!! Ele entra em ação toda vez que algo ou alguém nos incomoda! Tolerância zero mesmo! Responsável pelas birras da infância, pela impaciência, pelo nervosismo.. É literalmente o que esquenta a nossa cabeça!!

IMG_3301.PNG

Nojinho… Eca! Ai não, essa comida não… Essa roupa nem pensar… Ai que mico… Essas e outras são as situações em que ela assume o controle! Nos impede de passar vergonha, de comer algo ruim, de sofrer bullying por usarmos ou fazermos algo ridículo! É o nosso termômetro para manter a vida social sempre boa!

IMG_3302.PNG

Medo!!! Apesar de muitos não gostarem… Esse cara se mostra essencial no quesito em avaliar possíveis perigos!! Faz a listagem completa de todos os possíveis problemas que podem surgir em determinados ambientes, e é o responsável por nos acordar no meio da noite por conta de pesadelos! Ele trabalha muito em conjunto com a Nojinho para que evitemos passar por situações de perigo.. mas definitivamente não são os melhores no controle!

IMG_3303.PNG

Tristeza…!! Sempre causando problemas e tida como a responsável pelas coisas darem errado, porém ao longo da vida ela é a responsável por proporcionar as emoções boas.. após a atuação dela, a alegria vem e pode mudar tudo! A tristeza também é quem conhece o funcionamento da nossa mente, todos passam por momentos de tristeza, até mesmo a Alegria!

Após apresentar os personagens, enumero algumas das minhas reflexões:

1 – Nossas emoções de controle não são as mesmas a vida inteira! Teremos fases onde uma vai comandar mais que a outra. No filme mostra que na infância quem tem o maior controle é a alegria, já o pai e a mãe possuem outros controles.. No pai quem comanda é a Raiva, na Mãe é a Tristeza.

2 – O nosso grau de maturidade, também está relacionado com o grau de maturidade de nossas emoções! Quando crianças, nossas emoções também estão um pouco perdidas, então somos capazes de rir e chorar no mesmo instante.. E já na fase adulta, apesar da mãe ser comandada pela tristeza, as cinco emoções se equilibram por conta da maturidade já alcançada.

3 – A tristeza não precisa comandar sempre, pois realmente tende ao perigo da depressão.. entretanto, nos momentos de tristeza, é bom deixar rolar as lágrimas, permitir sofrer por determinada situação, pois assim virá o alívio, o desabafo, e até mesmo o amor e compaixão dos demais por nós, que poderá nos trazer conforto, paz e alegria!

4 – O diálogo é essencial para tudo na vida!! Por meio do diálogo expressamos nossas emoções, compartilhamos com os outros as nossas angústias e alegrias, evitamos conflitos e decisões erradas, e principalmente, perdoamos e somos perdoados!

5 – Nunca podemos rotular uma personalidade como eterna! Exemplo, não é porque eu fui uma criança egoísta que me tornarei um adulto egoísta! Nossas “ilhas de personalidade” vão mudando ao longo da vida… Nos meus 18 anos eu era rotulada por baladeira e podia jurar que iria amar música baiana e seguiria os trio-elétricos sempre, hoje eu não suporto ouvir esse tipo de música e não curto mais baladas. Então, essas ilhas que formam nossa personalidade, se erguem e quebrar nas diversas fases da vida. Mas acredito que algumas sejam bem duradouras, e passam por adaptações e evoluções, como por exemplo a da família e da amizade!

6 – O ideal é o mix das emoções, elas estão aqui dentro de nós e precisam ser utilizadas, precisam de certa forma, comandarem juntas! Terão momentos de raiva, outros de medo, mas o importante é que convivam em equilíbrio, e se ajudem para vivermos da melhor maneira possível com harmonia!

Minha conclusão: Viver e curtir cada momento, cada emoção, cada sentimento presente! E divertir a nossa mente é bom começo para isso!

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *