Pintando o sete

“Numa folha qualquer eu desenho um sol amarelo…”

Tem coisa mais legal que pintar? Na verdade tudo que é relativo a arte nos encanta e relaxa, não é mesmo? E pintar, desenhar, criar, é muito bom!

Nesse fim-de-semana compramos um brinquedo para a mais velha que vem com um cavalete pequenino, 5 telas pra pintar, pincel e tinta guache, e hoje ela pintou seu primeiro quadro.

Encontrei vários benefícios nessa brincadeira! O primeiro foi o fato dela ter se concentrado e ter tido paciência para pintar cada coisa. Tudo bem que no início ela estava mais detalhista, já no final falava: “mamãe, não tem problema borrar né? Todo mundo também borra, não é?”.. Me segurava para não rir e falava para ela fazer como achava mais bonito.

Um segundo ponto que achei interessante foi a criação de novas cores! Ela queria o rosa mas não tinha essa cor nas tintas que vieram, então ensinei a misturar vermelho e branco e aquilo parecia inacreditável para ela!! Ela achava que só acontecia no Mister Maker ou no Art Attack!!

E o mais legal de todos os pontos: ela se divertiu demais!!! Adorou brincar de artista!! E como é bom se realizar com coisas simples… Às vezes queremos dar brinquedos super caros e tecnológicos mas que não divertem tanto como um lápis e um papel!

Essa música é conhecida por todos! E compartilho com vocês as partes que me chamam atenção:

“E o futuro é uma astronave
Que tentamos pilotar
Não tem tempo, nem piedade
Nem tem hora de chegar
Sem pedir licença
Muda a nossa vida
E depois convida
A rir ou chorar…

Nessa estrada não nos cabe
Conhecer ou ver o que virá
O fim dela ninguém sabe
Bem ao certo onde vai dar
Vamos todos
Numa linda passarela
De uma aquarela
Que um dia enfim
Descolorirá
…”

Nossa vida é composta por muitas cores!! A minha eu sempre considerei cor-de-rosa, mas com o tempo e as provações que passamos, aprendemos que temos que colorir e pintar com muito carinho cada dia de nossa vida, e que terão dias em que a ponta do lápis vai quebrar, então teremos que parar de pintar, soltar o papel, pegar o apontador e apontar o lápis para então retomar o desenho… E a cada retomada tentar pintar ainda melhor! Até porque, como a música diz, um dia descolorirá e que triste será se não tivermos os dias coloridos para lembrar!!

Ah, a propósito… A pintura da minha artista é essa que está no post!! Esse lindo coelhinho!

Share

2 thoughts on “Pintando o sete

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *